Vacas vão precisar de passaporte sanitário para viajar

A Espanha ordenou o abate de 1.610 vacas que estavam a bordo do navio Elbeik desde dezembro no porto de Cartagena, segundo noticiou a Reuters, em 22-3-2021.

O ministério da Agricultura espanhol disse que as vacas estavam impróprias para novas viagens e não podiam voltar para a União Europeia. Assim, deviam ser isoladas e mortas nos próximos dias.

Em dezembro, as autoridades turcas tinham rejeitado essas e outras 850 vacas espanholas a bordo do Karim Allah, de bandeira libanesa, com receio que tivessem o vírus da língua azul bovina, transformando os dois navios em párias internacionais.

Não conseguindo encontrar um novo comprador, após meses vagando pelo Mediterrâneo, o Karim Allah voltou ao porto de Cartagena, na costa leste da Espanha, em fevereiro, e o Elbeik fez o mesmo na semana passada.

Um relatório de veterinários do governo espanhol, disponível no site do grupo de direitos dos animais Igualdad Animal, disse que 179 vacas no Elbeik morreram durante a viagem e foram atiradas ao mar.

Algumas vacas estavam desnutridas e desidratadas, enquanto outras estavam inconscientes após terem estado muito tempo sem espaço para se deitarem, diz o relatório.

No futuro, a UE poderá obrigar as vacas a ter um passaporte sanitário que ateste que elas estão livres do vírus da língua azul, a fim de poderem viajar em segurança…

Partilhar

Sem comentários

deixe um comentário