Um simples tuíte pode provocar um tsunami

A criptomoeda Bitcoin tem andado ao sabor das posições contraditórias de Elon Musk, o magnata à frente da Tesla e de outras empresas futuristas.

“Quando houver confirmação de uso razoável de energia limpa (~50%) por mineradores com tendência futura positiva, a Tesla voltará a permitir transações de Bitcoin”, disse Elon Musk num tweet de 13-6-2021, em resposta à Cointelegraph, média digital especializado em notícias de criptomoedas.

Depois de ter impulsionado a criptomoeda em abril, dizendo que a Tesla o aceitaria, voltou atrás menos de um mês depois, afirmando que, devido às preocupações com o consumo de energia que a mineração da moeda exige (contribuindo para as “alterações climáticas”), já não ia aceitar o Bitcoin.

Agora, nova viravolta que fez a cotação do Bitcoin ultrapassar os 40.000 dólares e, quiçá, trouxe muitos lucros a quem a comprou em baixa.

Recorde-se que, em 2018, Musk foi multado, juntamente com a Tesla, em 20 milhões de dólares cada, devido a um tuíte especulativo e enganoso.

José Leite

Partilhar

Sem comentários

deixe um comentário