Ucrânia: nem honra nem paz!

No momento em que escrevo e com as informações que é possível consolidar a partir das linhas e entrelinhas do que a imprensa vai noticiando, elas mesmas inquinadas pelo “fog of war” e pela intensa campanha de propaganda dirigida pela máquina de guerra russa, o que se me oferece dizer é:

1 – O objectivo militar russo é claramente Kiev, não só pelo seu significado simbólico e psicológico, passível de minar a determinação ucraniana, mas também porque é a partir das alavancas do aparelho de estado, aí instaladas, que se fará o posterior controlo do país.

Assim sendo, o ataque principal é sobre Kiev e os outros ataques no leste e no sul são ataques secundários que visam desviar e/ou fixar as forças ucranianas, impedindo-as de manobrar, tarefa já de si difícil, tendo em conta a supremacia aérea russa.

O ataque a civis, além de criar o pânico e a sensação de derrota, gera também um movimento intenso de fuga pelas estradas, dificultando os movimentos de tropas ucranianas.

2 – O facto de o objectivo ainda não ter sido atingido, revela, só por si, que o plano russo está a sofrer alguns atrasos, em virtude da resistência oposta pelas forças ucranianas. Se a blitzkrieg falhar, o tempo não corre a favor dos russos, já que o país não tem estatura económico-financeira para manter uma guerra de elevada intensidade por muito tempo. O combustível custa dinheiro, o material custa dinheiro, e o ímpeto irá diminuindo.

3 – Mesmo que atinja o objectivo, e isso parece neste momento muito provável, a resistência ucraniana e a percepção pública, nacional e internacional, de que os russos mentiram, enganaram e agem como um bully, criarão um osso que a Rússia terá muita dificuldade em roer, numa era em que tudo se sabe e a informação está disponível ao instante em todo o mundo. Uma eventual e provável resistência interna, num país com 40 milhões de habitantes, só poderá ser vencida com operações de ataque massivo a civis, retaliações estalinistas e brutais e muitas baixas também do lado dos russos, ao longo de muito tempo.

Já depois da 2ª Grande Guerra, a URSS conduziu uma guerra de contra-guerrilhas contra os ucranianos, com mais de 100 000 mortos. Poderá a Rússia fazer isso hoje? Com os resistentes apoiados e abastecidos pelo Ocidente?

Não gostaria de estar no lugar de Putin, repito: com um osso deste tipo para roer.

4 – A Rússia irá sofrer consequências muito gravosas, nos anos que se irão seguir, tanto internamente como na sua posição no concerto das nações e tudo isto sugere que esta decisão de Putin não é racional.

Na própria Rússia, as manifestações, que ocorrem num contexto de uma ditadura e nas quais as pessoas arriscam a prisão, são a prova de que muitos russos não encaram isto com entusiasmo, até porque muitos têm hoje acesso a informação para lá da propaganda do governo. Além disso os ucranianos são vistos pelos russos mais como irmãos, pese embora a tentativa da propaganda de os demonizar e identificar como “nazis” (a talhe de foice, Zelensky é de ascendência judaica, o que, a nível de non sense, equivale à acusação que a esquerda portuguesa fazia a Passos Coelho de ser “racista”, ele que era casado com uma guineense).

5 – A reacção de várias organizações, de banir a Rússia de eventos desportivos, voos, instituições, intercâmbios, etc., as eventuais baixas numa ocupação prolongada, bem como o inevitável abaixamento do nível de vida dos russos, irão, no longo e médio prazos, reflectir-se na animosidade contra Putin, passados que sejam os fumos da “vitória”.

6 – Não sendo portanto esta invasão uma opção racional, é de temer que a embriaguez da vitória e do sentimento de poder, catapultado pela bolha ideológica em que Putin vive, o leve a não parar por aqui. Há ali à volta vários vizinhos vulneráveis e a verdade é que o “ex” KGB já hoje ameaçou a Suécia e a Finlândia.

De qualquer maneira, ele deve ter o claro sentimento de que uma vez atravessado o Rubicão, qualquer passo atrás é o seu fim.

7 – Se os países ocidentais tiverem agora o estofo para enfrentar o bully (depois de o terem incentivado, pela inacção, cobardia, fraqueza e falta de visão) podem fazer muito, para lá das sanções, dos apelos, das luzes, das rezas e dos “je suis”.

Podem, por exemplo, desencadear ciberataques sobre as infraestruturas, internet e comunicações russas, sem que os russos possam provar quem é o autor, de resto como eles mesmos têm feito. Podem também fornecer material de guerra. Mísseis anti-carro, mísseis anti-aéreos, drones e até mísseis de cruzeiro e balísticos, para que os ucranianos possam também atingir o lado de lá, levando a guerra ao interior da Rússia. Sinceramente duvido que os appeasers que nos governam, dignos sucessores de Chamberlain e Dalladier, o façam.

Mas, como dizia Churchill, quando se troca a honra pela paz, não se fica com nenhuma delas.


José do Carmo

* O autor escreve segundo a anterior norma ortográfica.

Partilhar

Latest comments

  • Países invasores / países invadidos
    Rússia – Ucrânia
    .
    Países que altruisticamente forneceram ajuda humanitária. USA e aliados (EU, etc) / países receptores dessas ajudas
    USA e aliados – Afeganistão
    USA e aliados – Iraque
    USA e aliados – Líbia
    USA e aliados – Síria
    USA e aliados – Ex-Jugoslávia
    .
    Se perguntarmos a 100 portugueses se acreditam nos políticos, provavelmente 90 dirão que não, porque mentem.
    Se perguntarmos a 100 portugueses se acreditam nos meios de comunicação tradicionais, provavelmente 90 dirão que não, porque mentem.
    No entanto, mais de 90% da população está vacinada.
    No entanto, deram a maioria ao ps.
    No entanto, os russos (Putin) é que são, exclusivamente, os únicos culpados, do que está a acontecer à Ucrânia.
    .
    Aceitariam os americanos uma aliança entre chineses e mexicanos? Ou entre russos e mexicanos?
    .
    Why is Ukraine the West’s Fault? Featuring John Mearsheimer
    Por que a Ucrânia é culpa do Ocidente? Com John Mearsheimer (tradução google)
    https://www.youtube.com/watch?v=JrMiSQAGOS4

    • Putin questionou a legitimidade destas benfeitorias dos oligarcas USA e aliados (EU, etc). Logo só pode ser a encarnação do diabo.

  • O caso de contra ataque como falado no número 7, poderia acontecer se os USA não se tivessem vendido a interesses e a ideologia Woke não tivesse manietado os meios intelectuais democráticos.
    A China tem sido esquecida neste conflito e não deveria ficar impune até pela atitude dúbia na condenação da agressão, sendo um bom momento para perceber o que os estados ocidentais de facto querem para o seu futuro, mas pelos vistos, os industriais de antigamente foram substituídos por compras de activos financeiros o que vai ter consequências e já tem na educação da juventude que despreza o trabalho e saber das profissões que nunca poderiam deixar de existir, nem podem.
    Putin pode fazer o que quer e ao momento só se pode esperar que esgote na sua loucura e crença da velha Rússia.
    Os líderes como Biden, Boris e a UE comandada por uma mulher sem estratégia e apenas interesses pessoais mostram o espelho da Europa que se reflecte na potência americana e na sua fraqueza.
    Putin pode o quiser, só a resistência ucraniana pode determinaram a sua morte política.

  • “…a partir das linhas e entrelinhas do que a imprensa vai noticiando, elas mesmas inquinadas pelo “fog of war” e pela intensa campanhas de propaganda dirigida pela máquina de guerra russa,…”
    Qual é a imprensa que tem andado a ver?
    .
    “…impedindo-as de manobrar, tarefa já de si difícil, tendo em conta a supremacia aérea russa.”
    Os militares ucranianos já contavam com isso.
    .
    “O ataque a civis,..”
    Civis, convém arma-los para o caso as tropas russas os matem, retirar-lhes as armas e depois publicitar que mais estes civis indefesos foram chacinados pelos russos e dar o espectáculo deplorável que bem conhecemos.
    .
    “…a percepção pública, nacional e internacional, de que os russos mentiram, enganaram e agem como um bullie,…
    Anda a ler e ver só a comunicação social russa?
    .
    “…numa era em que tudo se sabe e a informação está disponível ao instante em todo o mundo….”
    No sítio onde vivo isso é verdade, mas pelos vistos não em todo o lado.
    .
    “… só poderá ser vencida com operações de ataque massivo a civis, retaliações estalinistas e brutais e muitas baixas também do lado dos russos, ao longo de muito tempo. …”
    Revela bem as aspirações dos USA, EU, etc (doravante aliados). Exemplo já dados nas benfeitorias dos aliados.
    .
    “Não gostaria de estar no lugar de Putin, com um osso desse tipo para roer.”
    Posição imposta a Putin pelos oligarcas ucranianos em cooperação com os oligarcas aliados.
    .
    “…e tudo isto sugere que esta decisão de Putin não é racional….”
    Reacção, de quem fica entre a espada e a parede. Há muitos anos que declarou as suas pretensões.
    .
    “…Além disso os ucranianos são vistos pelos russos mais como irmãos, pese embora a tentativa da propaganda de os demonizar e identificar como “nazis”…”
    Não. Quem Putin chamou ou comparou com nazis foram os governantes ucranianos.
    .
    “…até porque muitos têm hoje acesso a informação para lá da propaganda do governo….”
    Pasme-se. Também nós por cá.
    .
    “5-A reacção de várias organizações,… … passados que sejam os fumos da “vitória”.”
    Sempre foi uma das intenções dos aliados, que a Russia nunca se desenvolvesse/crescesse. Uma das razões porque financiaram a revolução bolchevique.
    .
    “Podem por exemplo, desencadear ciberataques sobre as infraestruturas, internet e comunicações russas, sem que os russos possam provar
    quem é o autor, de resto como eles mesmos têm feito.”
    Conselho que há muito que já foi posto em prática por todos. Quantos mercenários já estão na Ucrânia? Alguém sabe?
    .
    “…Podem também fornecer material de guerra. Misseis anti-carro, misseis anti-aéreos, drones e até misseis de cruzeiro e balísticos,…”
    Excelente forma de promover a paz. São os outros que morrem para que os oligarcas que nos governam e ucranianos possam atingir os seus
    objectivos.
    .
    churchil ficou extasiado quando rebentou a guerra. Não foi ele que foi dar a vida para que ela acabasse.
    .
    Andar através da televisão, a ensinar a população a fazer cocktails moloyov para que seja usada contra as tropas russas, é efectivamente uma acção muito ajuizada/racional e é o que vai ter um efeito decisivo na vitória dos ucranianos e nenhum efeito para quem os vai utilizar… tal como armar a população no geral. Se fosse Putin a fazer o mesmo não seria crime de guerra?
    Os aliados estão em guerra com a Rússia de forma indirecta. Os satélites estão a fornecer informações aos dois lados.
    Segundo as informações dadas pelos meios de comunicação social, os aliados estão/vão a fornecer às tropas ucranianas armamento mais sofisticado. Provavelmente os ucranianos vão poder resistir mais e com maior poder de fogo. Logo, a escalada bélica vai aumentar da parte dos russos também. Aliados não acreditam que os ucranianos possam vencer esta guerra. Situação ideal que vai proporcionar um banho de sangue. Claro que a Rússia (Putin) é que é o culpado.
    Parece-me certo, que a ucraniana vai acabar bastante destruída. Qual a necessidade ou utilidade? Ultrapassa-me.
    Ninguém se importa com o sofrimento humano nem com as vidas que estão e vão ser perdidas. Não somo nós a dar o corpo ao manifesto.

  • Ninguém sabe tudo. A esmagadora maioria das pessoas tem de trabalhar, ser útil à sociedade e claro a eles próprios, o que deixa muito pouco tempo para se informar. Mesmo assim, acredito que uma boa parte da população se apercebeu da censura dos meios de comunicação social, da visão distorcida/manipuladora que tentaram impingir, com especialistas a opinar em uníssono, sem o contraditório, no caso do covid, vacinas, etc.
    Será que esses mesmos meios de comunicação social, mais todos os opinadores e fazedores de opinião, neste caso da Rússia/Ucrânia, por algum milagre, de repente, estão a contar a verdade?
    Acusemos os nossos adversários do crimes que cometemos, e eles vão passar o resto do tempo a tentar livrar-se das acusações, ficando sem tempo para exporem os nossos crimes.
    .
    Um documentário muito interessante e muito elucidativo.
    Ukraine – The Everlasting Present | RT Documentary
    Ucrânia – o eterno presente | Documentário RT
    https://www.youtube.com/watch?v=srCuoG9ECMQ

  • Segundo parece Portugal vai/está a enviar (já enviou…) armamento para a Ucrânia.
    Que legitimidade, que moral, que autoridade (segundo parece, em democracia governa-se segundo a vontade do povo…), quem nos governa(?) tem, para enviar armamento para um conflito, tornando-me (e os portugueses) cúmplice em mais esta barbárie????
    Vamos gastar dinheiro em armamento e o que fazemos com os portugueses que vivem abaixo do limiar da pobreza? De caridade alheia?
    Constato que alguns portugueses estão dispostos a derramar sangue alheio (que fácil), por razões que só a razão funesta conhece.
    .
    Top 10 Countries by Military Spending (1870-2020)
    https://www.youtube.com/watch?v=UrUp5Rm_Ncw
    .
    Cold War Comparison: United States vs Soviet Union/Russia (1950-2020)
    https://www.youtube.com/watch?v=NbN8FxPWer4

    Depois das benfeitorias dos USA e UE etc, no Afeganistão, vejamos o maravilhoso legado.
    Don’t Sell Me, Mama! Selling children to buy food in Afghanistan | RT Documentary
    https://www.youtube.com/watch?v=JpZIb3xnwwE
    .
    Streets of Philadelphia, Kensington Avenue, What happened today, Aug, 2021.
    https://www.youtube.com/watch?v=Bi1Kf-1qd6Y
    .
    .
    Depois do vídeo que deixei ontem (Ucrânia – o eterno presente | Documentário RT)(se é que alguém se interessou…), voltemos à governação da Ucrânia.
    Há dinheiro para o luxuoso e macabro espectáculo da guerra
    Rejected: Ukraine’s Unwanted Children (Child Documentary) | Real Stories
    Rejeitados: Crianças Indesejadas da Ucrânia (Documentário Infantil) | Histórias reais – tradução google
    https://www.youtube.com/watch?v=-pbOxn0o-m4
    .
    Ukraine’s teens living underground to stay alive | Unreported World
    Adolescentes da Ucrânia que vivem no subsolo para se manterem vivos | Mundo não reportado – tradução google
    https://www.youtube.com/watch?v=Wq308xBaoGk
    Pergunta do repórter. Que tipo de protesto é este.
    R. O que interessa é o dinheiro. Quem apoiar não importa.
    P. Quanto por hora?
    R. Aparentemente 20 hryvnias por hora.
    “Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada.”
    ― Edmund Burke

  • “Além disso os ucranianos são vistos pelos russos mais como irmãos, (OK) pese embora a tentativa da propaganda de os demonizar e identificar como “nazis” (a talhe de foice, Zelensky é de ascendência judaica, o que, a nível de non sense,…”
    .
    “Human rights activists petition the court to cease Israeli arms exports to Ukraine since some of these weapons reach neo-Nazi elements in Ukraine’s security forces”
    – Ativistas de direitos humanos pedem ao tribunal que cesse as exportações de armas israelenses para a Ucrânia, uma vez que algumas dessas armas chegam a elementos neonazistas nas forças de segurança da Ucrânia
    .
    “Last January the U.S. Congress prohibited any support for the Ukrainian militia. Since Israel’s defense ministry does not divulge any information on arms exports, particularly not to Ukraine, for fear of Russian wrath,…”
    – Em janeiro passado, o Congresso dos EUA proibiu qualquer apoio à milícia ucraniana. Como o Ministério da Defesa de Israel não divulga nenhuma informação sobre exportações de armas, principalmente para a Ucrânia, por medo da ira russa,…
    .
    “In the city of Dnepropetrovsk in eastern Ukraine there is a military training school. Its website indicates that training there is provided former IDF officers and that its instructors were trained by Israelis.”
    – Na cidade de Dnepropetrovsk, no leste da Ucrânia, há uma escola de treinamento militar. Seu site indica que o treinamento é fornecido a ex-oficiais da IDF e que seus instrutores foram treinados por israelenses.
    .
    “All of this is unambiguous proof that Israel is exporting weapons to Ukraine, knowing that they reach right-wing militias, some members of which are avowed neo-Nazis who enjoy the support of the authorities.”
    – Tudo isso é uma prova inequívoca de que Israel está exportando armas para a Ucrânia, sabendo que elas chegam às milícias de direita, alguns dos quais são neonazistas declarados que contam com o apoio das autoridades.
    Todas a traduções formam do google
    .
    https://www.haaretz.com/israel-news/rights-groups-demand-israel-stop-arming-neo-nazis-in-the-ukraine-1.6248727
    .
    Artigo de Jul. 9, 2018. E agora?
    Estranho, foi a notícia dada há bocado (21h +/-) RTP1 de que os ucranianos, aparentemente, não deixaram/deixam, sair portugueses, porque são pretos???? Segundo os próprios, estão há 3 dias à espera para sair.

  • Excelente artigo, parabéns! A brutalidade da invasão russa veio separar as águas. Enquanto em Kiev a população reza pela protecção do seu Arcanjo S. Miguel e combate heroicamente pela sua Pátria, a sua honra e a sua liberdade, almas mesquinhas desdobram lençóis de argumentos relativistas e covardes.
    No fim, a honra , a coragem, a Fé, triunfarão.

    • “…almas mesquinhas desdobram lençóis de argumentos relativistas e covardes.”
      Reconheço não estar à altura dos seus argumentos, a natureza tem destas coisas. No entanto, mesmo limitado, quiçá por piedade, o Arcanjo São Miguel, diz-me que estou no bom caminho.
      .
      “Só os peixes vivos nadam contra a corrente”
      Autor senhor J.Lopes
      Nota. Qualquer dúvida, reclamação, explicação, ou outra, por favor contacte o autor

  • Joe Bidem
    Putin poderá cercar kiev com tropas e tanques, mas nunca ganhará os corações e almas do povo iraniano…
    https://twitter.com/Forbes/status/1498846821489254403?s=20&t=YCnO20DUmamSWvAQZIdCKg
    .
    Temos de tentar compreender a sutileza das as entrelinhas e várias mensagens em simultâneo.
    Agora compreendo a razão dos astronómicos efeitos colaterais das guerras americanas.

  • Coisas estranhas…
    Segundo parece, os responsáveis ucranianos estão a por armamento pesado junto de zonas residenciais.
    https://twitter.com/politblogme/status/1497484832405868544
    .
    The Ukrainian army is bombing Ukrainian Civilians
    https://odysee.com/@Velyaminov:a/ukrainian_army_bombing_ukrainian_civilians:6
    .
    Residents of Severodonetsk are asking the soldiers of the Armed Forces of Ukraine to take armored vehicles away from residential areas
    https://odysee.com/The-AFU-military-equipments-destroyed-near-Severodonetsk:f53edd702b59113438ee11ed682f474b56332ffe

deixe um comentário