Tribunal de São Paulo obriga Youtube a repor Terça Livre

Um tribunal de São Paulo determinou ontem que o YouTube Brasil terá de proceder à reposição do maior canal conservador do Brasil, o Terça Livre, sob pena de multa diária de R$ 5 mil.

A perseguição a este canal tem assumido proporções alarmantes, incluindo o bloqueio de pagamentos e banimento de plataformas Big Tech. No passado dia 4 de fevereiro, por pressões do Sleeping Giants Brasil, um movimento pró-censura, o Youtube baniu permanentemente, por alegados motivos de “discurso de ódio e fake news”, o canal de Allan dos Santos.

O próprio editor-geral do Terça Livre anunciou no Twitter a decisão da justiça. Resta saber se o gigante tecnológico vai acatar a ordem do Tribunal e quando o canal será reposto na plataforma.


José Leite

Partilhar

Sem comentários

deixe um comentário