Teatro climático

image_pdfimage_print

Circulou pelas redes sociais que a ministra espanhola da Transição Ecológica e Desafio Demográfico, Teresa Ribera, teria viajado a 10-7-2023 no avião Falcon, reservado a membros do governo, de Madrid a Valladolid, para participar na Cimeira do Clima da União Europeia.

Em Valladolid, a ministra Ribera terá ido de limusina até ao local da Cimeira do Clima, percorrendo apenas os últimos 100 metros a pedalar numa bicicleta, escoltada por carros a combustível, segundo este vídeo disponível no Youtube:

Trata-se de uma situação bizarra mas recorrente. Noutras cimeiras do clima, os participantes chegam de diversos pontos do globo em jatos particulares, deslocam-se em carros topo de gama para depois aconselharem os restantes cidadãos a andar em transportes públicos, de bicicleta ou de trotineta, e fazem a apologia das cidades 15-minutos.

O que mais terá afetado a imagem da ministra não foi o percurso teatral dos últimos metros na bicicleta, mas sim a alegada utilização do Falcon, que foi desmentida por fontes do governo, que afirmam que a ministra ter-se-á deslocado de carro no dia 9-7-2023 – embora ela própria tenha dito ao site Maldita.es que fora de comboio (vide verificação de factos).

Mas o Falcon foi efetivamente de Madrid a Valladolid no dia 10-7-2023, tendo sobrevoado a cidade e regressado à base sem motivo conhecido.

Partilhar

Written by

Sub-diretor do Inconveniente

Latest comments

  • Com o aparecimento da Internet, prevejo que num futuro +/- próximo, espero eu, já iremos vê-los a fazer vídeo conferência. Vamos ver todos estes activistas a não poluírem, nem a gastar desnecessariamente o dinheiro dos contribuintes.
    Não podemos criticar esta activista por ter poupado 100 metros de poluição automóvel, embora a pé teria poluído menos mas nem tudo é perfeito.
    Eu sei que é transcendente chegar lá, ver os amigos e dá cá mais cinco, ou dá cá um bacalhau, ou ó que gêtosa quela tááá, dá cá uma bjoca…

  • Eis o crédito do socialismo!
    E há pascácios que ainda crêem em gente deste quilate …

deixe um comentário