- Opinião - A OMS foi sempre muito zelosa e rápida, não em recomendar, mas em reprovar medicamentos baratos, seguros e sem patentes válidas como a ivermectina ou hidroxicloroquina apenas com base na inexistência de evidências fortes e, que se saiba, também não patrocinou quaisquer

Não será imprudente supor a possibilidade que outras teorias tidas como conspiracionistas e negacionistas, como a eficácia de medicamentos desaconselhados pela OMS para tratamento precoce da doença, venham a provar-se verdadeiras, como já parece estar em cima da mesa.

Há muitas coisas que dão sensações de segurança, mas que talvez não sejam noticiadas por simples impossibilidade material: não caberiam nos jornais. Uma delas é o incomensurável tamanho do descrédito desta rede criminosa, incluindo jornais que reportam matérias como veículos de propaganda das autoridades, sem