A rede social Parler, boicotada pelas plataformas Big Tech em janeiro, está novamente online, embora parcialmente, noticia a Reuters de 15-2-2021. O IP (internet protocol adress) está agora sob a alçada de uma empresa russa, ligada a Moscovo, e a rede promete independência face às

“Agora estamos focados numa conta [@realDonaldTrump], mas isto vai ser muito mais do que apenas uma conta e isto vai continuar para além de hoje, desta semana e das próximas semanas.” - declarou o chefe do Twitter num vídeo interno enviado a funcionários da rede

A decisão de Trump de deixar de fora da sua lista de indultos presidenciais o fundador do Wikileaks, Julian Assange, não caiu bem junto dos seus eleitores nas redes sociais, com vários apoiantes de Assange a acusarem o presidente cessante de se dobrar à pressão

O Twitter anunciou, em 25-01-2021, o lançamento da Birdwatch, um sistema de censura comunitária das publicações na sua rede. Trata-se de uma funcionalidade adicional que oferece aos utilizadores a possibilidade de identificação de conteúdos que utilizadores considerem enganosos e a inserção de comentários de “contexto

Google, Apple e Amazon Web Services suspenderam a rede social Parler, em 10-1-2021. A adesão a esta plataforma de comunicação tinha acelerado devido ao aperto da censura no Twitter e Facebook contra as mensagens conservadoras em contraste com a tolerância concedida à esquerda liberal. Nos telemóveis,

Rowan Atkinson, em entrevista à britânica Times Radio, em 5-1-2020, criticou a cultura de cancelamento (ou banimento) da ideologia do politicamente correto. O protagonista de “Mr. Bean” disse que “o problema que temos na internet é o de um algoritmo decidir que o que queremos