O Conselho Superior de Magistratura (CSM) reiterou neste 4-5-2021, na sequência do inquérito aberto após a extração de certidão do juiz Ivo Rosa em 9-4-2011, por ocasião da decisão instrutória do processo Marquês, relativamente à distribuição desse processo que calhou ao juiz Carlis Alexandre, não