A crucificação a que pretendem sujeitá-lo tem um propósito indisfarçável: a dissuasão da independência. A defesa do juiz não importa apenas por ele, mas pela autonomia do poder judicial e a proteção da intervenção política e social dos cidadãos. Por isso, somos todos Carlos Alexandre!

José Sócrates apareceu na CNN Portugal (ex-TVI24), em 21-1-2021, com o nariz ainda maior. O nariz de Pinóquio, como os comparsas do negócio do zonamento do Freeport o designavam, cresceu duas vezes: uma pela idade e outra pela mentira. É normal que o nariz aumente

A deliberação do CSM tem como consequência direta colar o opróbrio no juiz Carlos Alexandre. Um magistrado impoluto e rigoroso que não interveio na distribuição dos processos — fosse manual ou eletrónica —, tal como não interveio o seu colega de então, João Bártolo.

O Governo já decidiu resolver o problema Carlos Alexandre: integra o TIC (Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa) no TCIC (Tribunal Central de Instrução Criminal), vulgo Ticão, aumenta para nove o quadro de juízes e cria aí duas secções no tribunal: uma nacional e outra

O Conselho Superior de Magistratura (CSM) reiterou neste 4-5-2021, na sequência do inquérito aberto após a extração de certidão do juiz Ivo Rosa em 9-4-2011, por ocasião da decisão instrutória do processo Marquês, relativamente à distribuição desse processo que calhou ao juiz Carlis Alexandre, não