Como se pode facilmente comprovar, este activismo iliberal está hoje presente em tudo, e desde o catálogo do IKEA aos filmes americanos, passando pela figuras tristes que os futebolistas têm agora de fazer em público, de joelhos perante nem sabem o quê, em reverência penitente

A esquerda criou um novo conceito, "cancel culture", para legitimar a censura, o policiamento da linguagem e a perseguição dos adversários políticos ou culturais. Esse conceito fez escola nas universidades e é nesses espaços educativos e culturais que a cultura de cancelamento, perseguição e policiamento da