Permitem adicionar/retirar países e diversas outras opções como o mapa mundial por zonas de incidência, va©inação, mortalidade em excesso, etc., constituindo uma excelente ferramenta para confrontar a informação recebida pela imprensa dominante, tantas vezes deturpada para gerar audiências.

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro reagiu, em 30-12-2020, à aprovação da liberalização do aborto na Argentina: “No que depender de mim e do meu governo, o aborto jamais será aprovado em nosso solo". E acrescentou: "lutaremos sempre para proteger a vida dos inocentes!" Apesar da insatisfação