Resistir

Durante mais de um ano, através do Facebook e não só, falei do Covid, falei da grandeza relativa dos números da pandemia, falei das muitas mentiras que foram sendo afirmadas em nome da Ciência, falei do papel abjecto dos media que agitam o pânico, falei da falta de vergonha dos políticos, falei do escândalo do fecho dos centros de saúde, falei das muitas mortes por causas não-Covid, falei da pressão das farmacêuticas para aprovar produtos antes de tempo, falei da irracionalidade de imunizar os jovens contrariando os princípios de risco/benefício, falei de gente que prezava e que agora desprezo, falei de gente que não conhecia e agora admiro, falei de esperança, falei da morte, falei da vida. E parei.

Parei por cansaço, parei por desilusão, parei porque o número de mentiras é avassalador, parei porque a mais alta figura da Nação se ultrapassa diariamente como símbolo do ridículo, parei porque o governo e a oposição estão unidos contra as pessoas e contra a democracia, parei por solidariedade com outros que também foram e estão a ser silenciados. Mas, acima de tudo, parei porque a dita pandemia parou.

O que temos agora não é uma pandemia, é uma endemia, que teremos de aceitar – ou enlouquecer. O que temos agora é um povo vacinado na mentira que mais tarde ou mais cedo tem de enfrentar o facto de a verdade lhe ter sido negada – enquanto lhe contam novas mentiras. O que temos agora é um conjunto de abutres médicos e mediáticos que voltam a pairar, colaborando na farsa, preparando o terreno para a repetição das mesmas medidas sem sentido nem suporte científico. O que temos agora são eleições à porta e a necessidade primária de enganar despudoradamente esse povo habitualmente tão fácil de enganar. O que temos agora é o ressuscitar do medo.

Perante isto, o silêncio não é mais possível. A minha missão, a nossa missão, é resistir. Dar a cara. Participar. Levantar a voz. Denunciar as mentiras. Manifestar discordância. Exigir responsabilidades. O que não fizermos, ninguém fará por nós. Manter a esperança é intervir no espaço público. Manter a esperança é saber que somos mais fortes do que o medo. Manter a esperança é ser tolerante e solidário. Manter a esperança é defender a nossa saúde – toda, e não só uma pequena parte agigantada pelos interesses. Manter a esperança é pensar. Manter a esperança é resistir. Contem comigo.


Pedro Girão
Médico, especialista em anestesiologia


*Texto originalmente publicado no Facebook

Partilhar

Latest comments

  • Grata por este seu texto emocionante, Sr.Dr. Pedro Girão. Pode contar com todo o meu humilde apoio nesta empreitada de desmascaramento de todos esses abutres que refere. Esta gente deve ser travada e ser punida por todo mal que tem feito aos Cidadãos deste miserável país.

  • Tudo verdades! Parabens Dr Pedro Girao, 100% de acordo👍

  • Concordo inteiramente, são precisos mais médicos entendidos a dar a cara, precisamos de quem fale por nós, grata e um bem haja.

  • Obrigado pelas suas palavras. Vejo nelas a força que preciso para continuar a resistir, nesta cruzada contra a imbecilidade e a estupidez natural e típica, de quem deixou simplesmente de pensar….
    Não me sinto só, tenho quem me acompanhe e apoie, e enquanto tivermos capacidade de descerramento, lucidez e liberdade de pensamento, não baixarei a guarda.

  • A nova fase que vamos ter pela frente são os campos de concentração… reabilitação. australia, austria, canada, inglaterra, china (mas aqui é normal, é um regime autoritário… novos ensinamentos (ou será financiamentos?) de Confúcio…), inicialmente para os malandros que não quiseram levar a “vacina”, mas, ironia do destino, agora também serve para os vacinados que apanhem o covid.
    No hemisfério norte vamos entrar no inverno, os testes não destingem covid de influenza, é tudo covid, portanto vai ser interessante.

    Parabéns dr Girão.

  • Grandes verdades que menciona. Parabéns pela coragem de falar, muitos dos seus colegas são uns cobardes. Temos de lutar pela verdade até ao fim.

  • Parabéns por resistir!

  • Boa tard, Dr Pedro! Estamos a precisar de muitas mais pessoas que dêem a cara mas também de pessoas que lutem e apoiem todos vocês, para acabar de vez com está farsaPode contar com a minha pessoa para apoiar bem como apoio o Dr Rui (juiz) . Também o Dr Rui tem feito de tudo para defender os portugueses, mas alguns ainda não perceberam que tudo isto é uma verdadeira mentira… Eu com os meus 66 anos, considero que tenho a mente mais lúcida do que muitos e mais novos, enfim!! Um grande bem haja e que Deus o abençoe e o ajude na nossa luta!!

  • Que Deus nos proteja !

deixe um comentário