Produção russa de petróleo pode sofrer corte de 3 milhões de barris por dia

Em notícia de 16-3-2022, a agência russa Interfax refere que, segundo um relatório da Agência Internacional de Energia (AIE), a produção de petróleo da Rússia pode sofrer uma redução de 3 milhões de barris por dia em abril devido às sanções impostas por compradores estrangeiros que impedem as exportações.

Segundo o relatório:

“A perspetiva de interrupções em larga escala na produção russa de petróleo está a ameaçar criar um choque global da oferta de petróleo. Estimamos que, a partir de abril, três milhões de barris da produção russa de petróleo possam ser cortados, à medida que as sanções se impõem e os compradores impedem as exportações. Por enquanto, a OPEC+ respeita o seu acordo de aumentar a oferta em valores mensais modestos. Apenas a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos têm uma capacidade ociosa substancial que poderia ajudar imediatamente a compensar um défice russo”.

A AIE acrescenta:

“O petróleo dos Urais é oferecido com descontos recorde, embora a procura seja ainda limitada. Alguns importadores asiáticos de petróleo manifestaram interesse nestes barris bem mais baratos, mas, na maioria das vezes, compram dos fornecedores tradicionais do Oriente Médio, América Latina e África”.

A agência acredita que uma diminuição da oferta de petróleo no mercado pode afetar as operações das refinarias de petróleo, especialmente aquelas na Europa que já procuram fontes alternativas de fornecimento de petróleo.

Partilhar

Written by

Sub-diretor do Inconveniente

Sem comentários

deixe um comentário