Posição dos partidos sobre as medidas sanitárias

O IИCONVENIENTE resolveu questionar todos os partidos políticos candidatos às Eleições Legislativas 2022 qual a sua posição ideológica e quais os limites relativamente à suspensão dos direitos e liberdades dos cidadãos a pretexto de conter a pandemia da COVID-19.

A biopolítica tomou conta das vidas dos portugueses. As medidas restritivas afetaram as suas rotinas até ao mínimo detalhe. Não sabemos se as restrições irão acabar ou atravessar a próxima legislatura.

Desta forma, pretende-se que os eleitores estejam conscientes das disposições dos partidos sobre máscaras, confinamentos, vacinação, certificados, alterações à Constituição e até mesmo censura.

Foi neste sentido que foi enviado um e-mail a todos os partidos a apelar ao seu posicionamento nesta matéria. Porém, apenas 5 responderam às perguntas colocadas pelo IИ até à data da publicação deste artigo.

Deixa-se de seguida as hiperligações para a consulta da fundamentação das respostas de cada partido.

  • CDS – Partido Popular (CDS-PP)optou por não fundamentar as respostas.
  • Pessoas – Animais – Natureza (PAN) ver respostas
  • LIVRE ver respostas
  • Reagir Incluir Recilar (R.I.R.)optou por não fundamentar as respostas.
  • Alternativa Democrática Nacional (ADN) ver respostas
  • Ergue-te optou por não fundamentar as respostas.

Atualização 16-1-2022: O partido ADN alterou todos os seus posicionamentos “Contra” para “Em nenhuma circunstância”, alegando, segundo o presidente Bruno Fialho, terem respondido de forma genérica e não “apenas no actual contexto”.

Houve ainda um problema de contacto com o partido Ergue-te, que já respondeu a todas as respostas de forma idêntica: “Em nenhuma circunstância”.

O IИCONVENIENTE lamenta que os restantes partidos optem por nos omitir o seu posicionamento numa matéria tão importante para a vida dos portugueses como esta das medidas sanitárias, que os acompanha diariamente há quase dois anos.


Em atualização

Partilhar

deixe um comentário