Parlerá

A rede social Parler, boicotada pelas plataformas Big Tech em janeiro, está novamente online, embora parcialmente, noticia a Reuters de 15-2-2021. O IP (internet protocol adress) está agora sob a alçada de uma empresa russa, ligada a Moscovo, e a rede promete independência face às imposições ideológicas das grandes corporações tecnológicas ocidentais.

A Parler tinha-se tornado um símbolo da liberdade de expressão desde há vários meses, e conotada com os apoiantes de Donald Trump, frequentemente censurados e banidos nas plataformas que seguem a ideologia do “politicamente correto”.

Regressando com um design diferente, apresenta agora a seguinte mensagem na sua página inicial:

“Speak freely and express yourself openly, without fear of being “deplatformed” for your views. Engage with real people, not bots. Parler is people and privacy-focused, and gives you the tools you need to curate your Parler experience.” (Fala livremente e expressa-te abertamente, sem medo de seres banido por causa das tuas opiniões. A Parler é focado na privacidade e nas pessoas, e dá-te as ferramentas que precisas para selecionares a tua experiência Parler.)

A conta oficial garante, neste novo regresso, que não voltará a ser “cancelada”.

Nas “Linhas Orientadoras da Comunidade” a Parler sublinha:

“O nosso objetivo é oferecer a todos os membros da comunidade uma Praça Pública acolhedora e apartidária. Embora a Primeira Emenda não se aplique a empresas privadas como a Parler, a nossa missão é criar uma plataforma social no espírito da Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos.

Preferimos que a remoção de conteúdo dos usuários ou fornecido por usuários seja reduzida ao mínimo absoluto. Preferimos deixar as decisões do que é visto e quem é ouvido por conta de cada indivíduo. Em nenhum caso, a Parler decidirá que um conteúdo será removido ou filtrado, ou que uma conta será removida, com base na opinião expressa no conteúdo em questão. As políticas da Parler são, para usar um conceito bem conhecido na lei da Primeira Emenda, o ponto de vista neutro.

Não selecionamos o que aparece na sua cronologia; não pretendemos ser qualificados para o fazer. Acreditamos que somente você seja qualificado para fazer a filtragem da sua cronologia e, portanto, forneceremos as ferramentas de que você precisa para fazer isso por si mesmo. Para tal, a Parler oferece uma série de recursos – incluindo a capacidade de silenciar ou bloquear outros usuários, ou silenciar ou bloquear todos os comentários que contenham termos da sua preferência – e encorajámo-lo a usar essas ferramentas sempre que o conteúdo que preferir não encontrar aqui, não for tratado de outra forma pelo que se segue.”

Antes da plataforma ser suspensa, reclamava ter cerca de 20 milhões de utilizadores inscritos.

Partilhar

Latest comments

  • Desculpem lá, mas no link:

    https://www.reuters.com/article/us-usa-trump-parler-russia/parler-partially-reappears-with-support-from-russian-technology-firm-idUKKBN29N23N

    onde vêm os caros que a Parler foi comprada pelos russos?

    Já agora, quem usar a tabela de Mendeleev também passa a ser russo?

  • O problema não está só na titularidade da coisa, mas sim no contexto regulamentar onde o site está alojado (que se vê no IP)!
    Investiguem um pouco em sites dedicados a ethical hacking, e vejam quem está por detrás de grande parte dos ataques de phishing que diariamente nos fazem via correio electrónico!
    Não, não estou a exagerar! Muito naturalmente a maior parte dessas tentativas nem chega à inbox porque vai logo para SPAM graças à filtragem feita pelo fornecedor do serviço!
    Sim, vão lá ver na pasta do SPAM, mas evitem clicar nos links ou botões que possam descarregar o troiano!
    Claro que a tabela do Dmitri não entra neste jogo, e reporta a uma Rússia que nada tem a ver com a de Putin!
    Aliás, o que é que a Rússia de Putin faz em prol da Ciência e da Humanidade ? A Sputnik V, o Novichok , os Kamov, …

  • https://www.iplocation.net/ip-lookup

    Experimentem: 216.246.208.249

  • Alguns servidores de DNS, incluindo o da Google, Cloudflare e OpenDNS, estão aparentemente a bloquear o IP da Parler. O da NOS não está.

    Eu estou a usar estes dois (de organizações diferentes):
    8.25.56.26
    64.6.65.6

    Ver aqui:
    https://www.allconnect.com/blog/best-free-dns-servers

Post a Reply to Manuel Graça Cancel Reply