Ómicron: Israel aperta o cerco às crianças

O primeiro-ministro de Israel Naftali Bennett, informou o seu gabinete que dois estudantes britânicos morreram da variante Ómicron, quando na verdade terão morrido do vírus muito antes da variante ser detetada na África do Sul, segundo relata o jornal israelita Haaretz em 12-12-2021.

“Na semana passada, dois alunos do ensino médio na Grã-Bretanha da mesma classe morreram de Ómicron”, disse Bennett ao seu gabinete, numa tentativa de encorajar a vacinação das crianças. “Um não foi vacinado, e o outro aparentemente foi parcialmente vacinado.”

No entanto, as mortes de Mohammad Habib e Harry Towers, com uma semana de diferença, ocorreram em outubro, tendo a variante Ómicron sido descoberta apenas a 9 de novembro.

Na reunião do gabinete da manhã, Bennett disse que a taxa de vacinação deveria ser aumentada, em parte devido à disseminação da variante Ómicron e à preocupação com as implicações para a saúde. “Não estamos protegidos o suficiente neste momento”, disse o primeiro-ministro, e pediu aos pais que vacinassem os seus filhos: “Não podemos atrasar a [vacinação contra a] Ómicron”.

Bennett classificou a nova variante como muito preocupante: “outros países adiam o fecho das suas fronteiras e são inundados com a variante, mas proteger as fronteiras não é suficiente. Temos que aproveitar estes dias preciosos para impulsionar a vacinação de todos os cidadãos.” Desde a semana passada, o painel de resposta COVID-19 de Israel está a avaliar a aplicação de uma quarta injeção em doentes de risco.

Até agora, foram confirmados 55 casos de Ómicron em Israel e cerca de 50 são suspeitos. A variante está a espalhar-se com relativa rapidez em comparação com as outras que apareceram nos dois anos da pandemia. No entanto, a extensão dos danos que a variante causa às pessoas infetadas ainda não foi determinada.

De acordo com dados apresentados na noite de sábado pelo Sheba Medical Center, Tel Hashomer, três inoculações seriam suficientes na redução do risco de infeção pela Ómicron, mas não nos mesmos níveis que fizeram para a variante delta. Dados preliminares indicam que as pessoas que foram vacinadas há seis meses ou antes não estão aparentemente protegidas contra a infeção pela Ómicron. Um relatório do governo divulgado no fim de semana na Grã-Bretanha afirma que o reforço dá às pessoas proteção significativa contra infeções sintomáticas.

Desde que Israel aprovou as vacinas COVID para crianças de 5 a 11 anos, cerca de 110.000 crianças nessa faixa etária receberam uma dose, de uma população total de 1,2 milhões de crianças. Da manhã de 12-12-2021 em diante, as vacinas também estão a ser aplicadas nas escolas. A diretora dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, Rochelle Walensky, disse na noite de 11-12-2021 que nenhum efeito colateral significativo apareceu nas 5 milhões de crianças vacinadas até agora.

No dia 11-12-2021, Bennett anunciou novas restrições para limitar a propagação do vírus. Oficiais de saúde devem adicionar outros países à lista de “países vermelhos” – aqueles com altas taxas de infecção – nos próximos dias, e a lista será reexaminada diariamente. Viagens de/para esses países são proibidas, a menos que a permissão seja concedida pelo Comité de Exceções. Além disso, apenas pessoas com certificado COVID terão permissão para entrar em centros comerciais.

O primeiro-ministro israelita quer que o número de pessoas vacinadas, que chamou de “sombrio”, aumente 10 vezes por dia. Pretende ainda usar as restrições para encorajar as pessoas a obterem as doses de reforço, e o governo considera impor leis mais severas para o acesso a atividades de lazer. Entretanto, a ideia de Bennett de impor um confinamento exclusivo a não vacinados foi anulada pelo procurador-geral adjunto.

Partilhar

Latest comments

  • Isto mais uma vez demonstra que é o vale tudo para que as pessoas sejam vacinadas.
    Por cá parece que se formam comissões científicas, com especialistas sobre migrações das sardinhas, para apoiar as decisões políticas de vacinar, vacinar, vacinar. Bill gates e trupe limitada têm de atingir os seus lucros. Imprescindível.
    Intervenção do Dr. António Ferreira na Tertúlia A Gestão da Pandemia e as crianças em 2021
    https://www.youtube.com/watch?v=XOPSBiLeEMA

  • PCR Pandemic: Interview with Virus Mania’s Dr Claus Köhnlein
    https://odysee.com/@drsambailey:c/pcr-pandemic-interview-with-virus-mania:9

  • O Estado de Israel que não representa a grande maioria dos judeus, sofre de Síndrome de Estocolmo por via de Mengele?

deixe um comentário