O boomerang foi lançado

Percebe-se que os que defendem os confinamentos sejam os que nada têm a perder. Não perderam os empregos, não perderam as casas, não têm negócios parados, têm os seus salários ou pensões garantidos, podem sair para ir às compras dos bens essenciais ou pedem a sua entrega ao domicílio. No fundo, até se sentem confortáveis na sua nova vidinha e confiam nas medidas de confinamento que farão com que tudo volte ao normal.

Entretanto encaram a situação como sendo de férias forçadas. Com a vantagem de poderem passar o dia todo de pijama em casa, sem precisar de roupas nem de sapatos novos, nem de ir ao cabeleireiro ou ao ginásio, sem dores de dentes ou outro problema qualquer de saúde urgente.

Na maioria são funcionários públicos ou de empresas públicas ou ainda os reformados, todos dependentes do Estado Social. São estas pessoas que vão ao Facebook colocar cartazes como “Fique em casa!”, “Vamos ficar todos bem!”, “Cumpra as recomendações da DGS!”, etc. e que denunciam comportamentos de cidadãos que não respeitam as medidas de contenção sistémica da pandemia.

Esquecem-se que o Estado vive à custa dos mais afetados pela pandemia e que não vão poder continuar a pagar os mesmos impostos que pagariam se estivessem a laborar. Pelo contrário, também precisam de ajuda do Estado Social.

Como o dinheiro não estica, aqueles que hoje defendem as medidas de contenção vão ver, no mínimo, os seus salários e pensões congelados, os seus impostos a subir e os bens essenciais a encarecer…


Henrique Sousa

Partilhar

Latest comments

  • Não partilho dessa visão, há gente válida no sector público como no privado há mentecaptos medrosos no público como no privado. As razões que levam pessoas a aceitarem serem anuladas como pessoas são mais profundas e complexas, o egoismo não é necessariamente o motor motivacional de todas as pessoas, e isso, independentemente da sua condição profissional.

    • Concordo com o autor. Tudo o resto perde importância quando começa a faltar comida na mesa. Sem comida não sobrevivemos, contaminados temos mais de 90% de possibilidade de sobreviver.
      Olhemos para a Suécia.
      Num futuro mais ou menos próximo virá a factura desta gestão/governação feita por interesses obscuros, e com o auxilio precioso dos meios de comunicação social.
      Ninguém viverá para sempre, porque razão vamos passar mais esta pesada factura aos nossos descendentes que hipocritamente dizemos que tanto amamos?

      “As razões que levam pessoas a aceitarem serem anuladas como pessoas são mais profundas e complexas,…”
      Penso que seria interessante explicar melhor essas razões.

  • Quando há poucos casos o Rt varia mais rapidamente ( o aumento percentual é maior com 2 casos em 50 do que com 100 em 10000).
    https://www.worldometers.info/coronavirus/country/portugal/
    Vejam os mapas e reparem na evolução, vai haver uma hecatombe?
    Vai, mas não é de Covid, já está a haver por causa da covidização do SNS.
    Doentes crónicos de vária ordem, com várias comorbilidades, abandonados. Doentes oncológicos com menor acompanhamento, os diagnósticos precoces desapareceram há um ano, portanto vamos ter casos avançados, não apenas em oncologia como em todas as patologias graves.

  • Estive a ver as razões apresentadas pelos deputados dos partidos para aprovarem o prolongamento do decreto do PR.
    Nada mau para um indivíduo irresponsável e que já encomendou mais espelhos para se rever no Palácio de Belém e dizer, até acreditar: “Eu é que sou o Presidente da República”, como o narcisista patológico que é e este povo, batido e que pelos vistos merece, não se levanta contra tamanha atitude de ditadura de números falsos.
    Não vai haver grande coisa para abrir quando o hipocondríaco decidir que se pode voltar a abrir. Nada mudou.
    Não há nos números nada que faça prever um aumento do número de casos e de doença.
    Os deputados e os partidos políticos são os responsáveis desde o início, com a bancarrota que se avizinha, o partido do governo e apêndices e o governo sombra do indivíduo tiranete que julga que Portugal é o Bairro do Aleixo e é para ele, somos tratados por ele como gente que não merece a sua atenção, sendo mais um vaidoso e arrogante balão de nada, nada de bom sai daquela cabeça de complexado.
    Espero estar enganado, mas os números devem ser vistos pela prevalência e não por uma fórmula que corre mal se os números são errados, quantos menos casos mais elevado é o Rt.
    Por outro lado, o SNS está falido, não é Serviço, não é Nacional porque os Hospitais e Centros de Saúde deixaram de fazer o trabalho aos doentes não covid e não é de saúde, é de doença avançada em muitos casos já moribundos. Infelizmente sei do que falo. Espero que venha outra vez o sol, aproveitem cerca de 20 minutos por dia, aconselho todos e os com mais de 50 anos, (mesmo os mais novos em teletrabalho precisam) a tomar vitamina D3 em gotas, vitamina C, Zinco se lhes for possível e não esqueçam, ainda que a luta pelo uso da Ivermectina, como profilaxia, e como tratamento não termina apenas porque a OMS e a EMA corruptas, não podem impedir o exercício da arte médica baseada na evidência e em estudos científicos. https://ivmmeta.com/ . https://youtu.be/OY8QV7lnFFo no youtube

  • Concordo plenamente com o autor. O povo tem levado tal lavadela ao cerebro que ja nao pensa por si – reage por medo e, como tal, julga que por usar a mascara, manter a distancia e ficar em casa, o virus acaba. Ja vamos nisto para cima de um ano e ainda nao viu que nada resolve o assunto. Esta provado que os testes sao muito maus e pouco fiaveis, os interesses instalados fogem como o diabo da cruz aos medicamentos alternativos, as vacinas (se e que se pode chamar isso) nada teem que assegure eficacia nem foram testadas para avaliar efeitos secundarios. Os politicos (cada um com a sua agenda, tentar assegurar mais poder e consolidarem-se no cargo) teem usado o covid como arma. Coitado daquele que viu a vida destruida e se encontra na situacao de nao ter qualquer futuro por nao ter ja rendimentos/recursos/poupancas assegurados. Solucao – nao vejo, excepto mais doencas, fome, miseria, mais bandalheira, roubo, crime…..ate um dia que apareca algum iluminado (para o bem ou para o mal).

deixe um comentário