Merkel admite punir quem recusar vacina

Angela Merkel sugeriu, em entrevista televisiva no passado dia 2-2-2021, que os alemães que recusarem ser vacinados contra a Covid-19 podem enfrentar restrições no seu dia-a-dia, tendo-se escusado de dar exemplos concretos:

“Então talvez tenhamos de fazer distinções e dizer: as pessoas que não quiserem [tomar a vacina] talvez sejam impedidas de fazer certas coisas.”

Depois da polémica construção de um “centro de detenção”, em Dresden, que levou uma deputada a acusar o governo estadual de “andar a ler demasiados livros de George Orwell”, Merkel admite agora impor limites à liberdade daqueles que simplesmente se recusarem a tomar a vacina.

Numa pesquisa representativa da televisão pública realizada em janeiro, cerca de 73% dos alemães opunham-se a punições para quem recuse a vacinação.

No meio de críticas, Merkel insiste que os procedimentos de aquisição de vacinas da UE foram “adequados e oportunos” e indicou estar aberta à compra de doses da vacina russa Sputnik V.

No mesmo dia, o ministro das Finanças alemão, Olaf Scholz, que espera suceder Merkel após as eleições federais de setembro, discordou da chanceler sobre a corrida para obter vacinas, afirmando que deviam ter sido encomendadas mais vacinas.

Para Merkel, manter a confiança das pessoas nas vacinas é essencial, e dadas as “coisas terríveis” causadas por algumas vacinas no passado, a UE foi prudente em não acelerar o processo de aprovação e aceitar a responsabilidade.

Partilhar

Latest comments

  • acho muito bem! so os direitalhos sao contra o estado de emergencia, pensam q ninguem manda neles! a minha liberdade comeca qd comeca a dos outros!

    • Ou será … acaba qdo começa a dos outros ?
      Com os disparates que se vêm pelo mundo fora, nunca sei se será lapso de escrita ou de pensamento.

    • Es um asno que nem conheces os direitos universais do homem. Se te derem veneno para tomares tambem tomas o tono.

  • Isto nada tem a ver com ser contra o estado de emergência .
    Tem a ver com aceitar que o seu corpo seja propriedade do estado.
    Lamento que não consiga ver o alcance de uma medida deste gênero nem as portas que poderá abrir.
    Eu sou profissional de saúde e estou disponível para a campanha de vacinação .
    Mas não estou disponível para fazer algo a uma pessoa que ela não queira?
    E você? Acha que eu deveria fazer algo a si mesmo que não quisesse ?
    Pense bem. Antes de julgar os outros.
    Pelo que percebo, ainda não pensou em tudo.

  • Pura Chantagem! Afinal temos Livre Arbito ó não!!?

deixe um comentário