Lá em casa, tudo bem…

Os partidos reclamaram a demissão de Francisca van Dunen por causa da trapalhada da imposição de José Guerra para o cargo de procurador europeu. Porém, António Costa nem sequer afasta o assessor da ministra para os assuntos europeus, juiz conselheiro José Luís Lopes da Mota.

Lopes da Mota, amigo de Ana Gomes e de notáveis socialistas, soma e segue casos polémicos: suspeito de fornecer a Fátima Felgueiras a denúncia original que a envolvia em caso de corrupção; e pressão, enquanto representante de Portugal no Eurojust, em 2009, aos procuradores do DCIAP, Vítor Magalhães e Paes de Faria, no caso Freeport, de José Sócrates, que lhe chegou a valer 30 dias de suspensão.

Partilhar

Sem comentários

deixe um comentário