Facebook bloqueia reportagem sobre ligação de Sócrates à produção de droga cannabis

O Facebook bloqueou a promoção da reportagem do Inconveniente, de 27-4-2021 “Erva Rosa”, que expunha a ligação de José Sócrates e do seu amigo Paulo Campos à produção da droga cannabis, por alegadamente “constituir, facilitar ou promover produtos, serviços ou atividades ilegais”.

Este bloqueio da promoção da reportagem do Inconveniente que expõe com fotos e vídeos a empresa Sabores Púrpura à qual estão ligados um ex-primeiro-ministro e um ex-secretário de Estado numa empresa de produção de droga estupefaciente cannabis ou constitui uma censura cega do algoritmo do Facebook ou uma proteção encapotada de dois políticos socialistas sistémicos.

Recorde-se que José Sócrates foi pronunciado em 9-4-2021 por 3 crimes de branqueamento de capitais e 3 crimes de falsificação de documento; e Paulo Campos está referido no inquérito aos contratos das parcerias público-privadas rodoviárias.

Esta censura, e a sua justificação, é ainda mais estranha porque a produção industrial de cannabis , sujeita a condições restritas, está legalizada em Portugal desde 2019, como se indica no artigo de investigação.

O corte cego do algoritmo do Facebook e/ou dos seus censores não escrutinados tem sido o instrumento da brutal e descarada censura politicamente correta de esquerda que o gigante tecnológico pratica sem pudor, sem sanção por parte das entidades de regulação da comunicação social portuguesa ou dos tribunais.

Partilhar

Latest comments

  • o Facebook é uma organização criminosa que defende apenas criminosos. Deveria ser pura e simplesmente ser eliminada porque não tem estrutura física é uma coisa que controla a consciência de sociedades lideradas por criminosos e sociedades que levam á ignorância e obscurantismo..
    Zuckerberg é nazi.
    O dono do Youtube é nazi.
    Estão todos ligados e recebem dinheiro e são financiados pelo PCC e RPC.
    O resto é conversa.

  • Eu, absolutamente leigo em FB, mas menos leigo em Algoritmos, sugeria alguma atenção ao pormenor :
    “Os anúncios para os quais tenha sido escolhido um público composto por menores …”
    – Existe alguma configuração do anúncio que permita escolher o público alvo como isto sugere ?
    – Se sim, dado que o artigo não parece dirigido a menores, valia a pena retirá-los do alvo!
    – Se não, o tiro deveria ser apontado nessa direcção : Mensagem fraudulenta, insinuando uma funcionalidade que não existe!
    – Se existe, mas mesmo retirados os menores o comportamento mantém-se : reportar BUG (espero que exista essa possibilidade).
    Só por curiosidade, gostava de ter algum retorno 🙂

deixe um comentário