Esgotamento Global da Terra

Esta proposta que aqui faço devia merecer a melhor atenção por parte dos governos e da ONU porque é algo suficientemente grandioso para envolver toda a Humanidade. Orwell morreria de inveja se dela tomasse conhecimento; tenho a certeza que voltava a escrever a Quinta dos Animais e, em vez de pôr as bestas a construir o moinho, punha-as a secar as águas dos imensos oceanos e não as colocava numa qualquer quinta, mas numa Aldeia Global sob a égide da ONU.

A presidência da ONU devia ser atribuída a Al Gore, autor da teoria do Aquecimento Global e oriundo da Grande América, vencedor de um Prémio Nobel da Paz e de vários outros prémios, nomeadamente o prémio da Academy of Motion Picture Arts and Sciences pelo filme documentário de “Uma Verdade Inconveniente”.

Mas antes de ser ‘democraticamente nomeado’ presidente da ONU, Al Gore teria que reformular a sua teoria de modo a incluir a água como principal agente poluidor da Terra porque as nuvens são piores que o CO2 no que respeita ao efeito de estufa. Sim, porque nos planetas civilizados a água já foi banida, basta ver o exemplo de Marte onde ainda não conseguiram encontrar água à superfície, com exceção dos pólos, mas nuvens já não há. Os seus antigos e defuntos habitantes devem ter conseguido esconder a água por completo no interior do planeta, ou enviaram-na para o espaço – não há outra explicação.

Se o CO2 já inspirou projectos grandiosos para a sua captação e retenção em grandes jazidas subterrâneas, colocação de espelhos no espaço para refletir os raios solares, colocar navios gigantescos nos mares que vão produzindo vapor de água (o que é asneira!) para refletir o sol mas aumentar o efeito de estufa do vapor de água, e sei lá que outros elefantes brancos projetados para manter as bestas ocupadas a construir seja o que for, para não terem que pensar porque quando a besta começa a pensar os donos-disto-tudo ficam preocupados.

O projeto de eliminação da água na Terra também se pode chamar Esgotamento Global da Terra ou simplesmente EGT para que os media possam ter um acrónimo sonante para o apoiar com a mesma eficácia com que defendem a teoria pioneira do Aquecimento Global, e que vai garantir o pleno emprego das bestas para sempre, enquanto existirem. O resultado final, que se pode antever nas fotografias de Marte, merece o esforço coletivo da Humanidade.

Henrique Sousa

Partilhar

Sem comentários

deixe um comentário