Escola proíbe entrada de aluna sem máscara e GNR retira-a à mãe

O momento, registado por uma mãe em vídeo, mostra cinco agentes armados, da Guarda Nacional Republicana (GNR), em Vila Pouca de Aguiar, a levar a filha depois de alegadamente terem ameaçado arrombar-lhe a porta de casa.

“Fui invadida neste dia: veio a polícia à minha casa tirar a minha filha da minha guarda porque a minha filha não quer usar uma máscara na escola! Isto acabou de me acontecer! A minha filha foi raptada por esta força policial, que cumpre ordens para uma ditadura e rouba filhos às mães!“, grita Paula no vídeo de 18-6-2021, desesperada e impotente, enquanto vê a filha a ser levada por cinco agentes da GNR armados.

A menina de 12 anos foi retirada da guarda da mãe, solteira e desempregada, por alegadamente recusar-se a usar máscara na escola por motivos de saúde, tendo sido levada para a casa da avó paterna.

Esta situação terá sido a culminação de um longo processo, envolvendo a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), a direção da escola e o tribunal de família e menores da região. O caso ter-se-á originado, conta a mãe, a partir do momento em que a menina se negou a usar máscara alegando problemas de saúde, como dores de cabeça e letargia.

Hoje, Alfredo Rodrigues, do site QueroEmigrar.com, fez uma entrevista online à mãe e ao advogado a denunciar o caso, detalhando todo o processo de promoção e proteção de crianças e jovens em perigo.

Segundo o testemunho da mãe, a escola deixou de permitir a entrada da menina no estabelecimento, negando-lhe o direito à educação escolar, sinalizando a situação à CPCJ e deixando de responder às suas cartas registadas.

Paula terá insistido em proteger o direito à saúde e à educação da criança, pedindo inclusivamente, após vãs tentativas de que continuasse a frequentar a escola, a sua transferência para o ensino doméstico, também conhecido como homeschooling.

O caso seguiu para o Ministério Público (MP), onde mãe e filha foram interrogadas no tribunal local de família e menores por um juiz. Ambos os depoimentos terão sido completamente descredibilizados: “Mas estás a dizer mesmo isso porque realmente sentes isso, ou foi a tua mãe que te disse para dizer?”, terá dito o juiz à criança, depois de pedir que a mãe abandonasse a sala do interrogatório.

Na terça-feira, dia 15-6-2021, foram visitadas por uma técnica da segurança social e agentes da GNR, com alegada ordem judicial para retirar a menina, facto que acabou por suceder definitivamente ontem, 18-6-2021, sem qualquer notificação prévia.

“Eles ameaçaram que se eu não abrisse a porta, que arrombavam. Eu então abri a porta. Assim que abri a porta, para poderem avisar a minha filha que ela ia ter mesmo que ir embora, pronto, tinha mesmo que sair, eles impuseram a sua força com o corpo, abriram a minha porta e entraram dentro de minha casa. Eu com isto fui buscar o meu telemóvel para tentar filmar logo desde início o que estava a acontecer e eles impediram-me…” (ver a partir do minuto 12:58)

A mãe, por indicação do advogado, fez de imediato uma participação-crime à esquadra de polícia, tendo sido obrigada a medir a temperatura, e, de seguida, um habeas corpus, à 1h30 da manhã de hoje, 19-6-2021, anexando a participação.

“…Acenaram um papel que diziam ser a ordem do juiz mas não me deixaram ler… os senhores também não se identificaram, eu não sei distinguir fardas, não sei se era GNR… aqui só há GNR mas estavam duas fardas diferentes… pronto, não se identificaram. Entretanto, a menina foi levada, pronto… para o carro. Depois consegui falar com ela e sei que está em casa da avó paterna.”

Também foi anexada uma procuração do advogado, para que possa ter legitimidade para intervir no processo penal, e requerer “nomes, números de matrícula e esquadra a que pertencem os GNR”, segundo o mesmo advogado, “para os indiciar todos [os GNR] criminalmente”. Aguarda-se resposta breve do tribunal ao pedido de habeas corpus.

Partilhar

Latest comments

  • História que mostra a família típica que já inunda os nossos tribunais da família.
    – Mono-parental.
    – Desemprego, vive do RSI (Estado Bom).
    – Mas ainda dá para o smatphone … advogado (na volta pago pelo Estado Bom) …
    – A psicose da excepcionalidade! A lei não se aplica a eles (Estado Mau)!
    Com tanto detalhe nesta história, estranhei não haver uma referência dum atestado médico que comprove a impossibilidade de uso de máscara por parte da criança! O juíz ia certamente valorizar muito esse trunfo!
    Estando num contexto INCONVENIENTE atrevo-me a dizer que isto de procriar não é para todos!
    É preciso ter meios e competência … se é o Estado que tem de “arrumar a sala depois da festa”, é melhor que seja o Estado a Organizá-la!
    Liberdade => Responsabilidade!

      • Eu não leio o CM pq eles querem o meu pilim e não lho dou!
        Além disso não confio no que a Ana Leal escreve (mera opinião pessoal).
        Também leio no Público que [Natália Faria 05-07-2021] que o ME afirma que a mãe recusou apresentar o atestado médico!
        Diz também que a criança já está a frequentar a escola sem limitações!
        Quem mente? Não sei … talvez seja altura dos jornalistas mostrarem o seu valor …
        Quando a CPCJ não faz o seu trabalho, é atacada (Peniche por ex.).
        Quando faz há sempre quem a queira atacar, b0las alguém tem que pôr o palheiro em ordem, caso contrário ainda vou ter que dar razão ao Salazar!
        Esta malta não é digna da liberdade que tem, nem indignar-se sabem fazer direito, só sabem choramingar, pedinchar, insultar …

    • Devia ter vergonha do que diz. Se calhar é pai ou marido frustado que não destingue o justo do injusto e bárbaro.. Se fosse uma história vestindo a sua pele talvez visse doutro modo. Velho do restelo est’tudo dito…fascismo puro e ditadura.

  • Cada vez é mais triste o mundo em que vivo
    A mim não me interessa se a mãe receber RSI
    Ou se tem um Tlm…

    Ja agora o “velho do restelo” podia doar a um Orfanato a sua reforma mensal (se é que ja a recebe ou qdo receber), pois não vai também “tirar”, “aproveitar” dinheiro do estado para se sustentar, sobreviver…

    (Mas dirá: “eu trabalhei para a minha reforma…”)
    Sabe também se a pessoa em causa sempre trabalhou??
    Se está desempregada, sem ser por sua vontade??

    Todos julgam, todos sabem tudo…
    Mas na verdade nada sabem, só teem é maldade!!!!
    Falem sim dos maiorais que roubam o nosso país, dos violadores, assassinos, e por aí fora…
    Todos esses “grandes” que roubam biliões ao País, esse dinheiro sim dava para aplicar na saúde, na educação, na pobreza, na construção de casas para quem vive na rua ou em quartos sem condições, e em mto mais…

    Mas vou falar da notícia, pois fico “doente” qdo leio certas coisas e metem tdo no mesmo “saco”…
    Pode haver quem não deva ter direito ao RSI mas à quem precise mto desse único apoio!

    Em relação a um Juiz ter decretado o que decretou, retirar uma criança à mãe, por esta não usar máscara ou pelo não o uso não poder frequentar a escola, é INADMISSÍVEL! REVOLTANTE!!!!
    Mas eu vivo em que era????
    Não falta mto para voltarmos a viver uma nova era “Hitler”…..

    Se os Senhores juízes, tanto os de família, como todos outros…
    Ocupassem o seu tempo na sala de julgamentos, a mandar para a Cadeia os Violadores de Crianças (tamb mulheres e por certo homens) isso é que eles faziam bem!!!!

    Quantas notícias são dadas de País, Tios, Primos, vizinhos, desconhecidos…. que violam crianças e vão aos tribunais e os juízes o que lhes dizem:

    “Olha lá, não faças mais isso! Olha que é mto feio! Agora vais para casa e vais estar lá uns meses quietinho, sem nunca Saires… Depois podes voltar a sair e voltar a violar crianças …. Mas por agora vais ficar no bem bom da tua casa ou vais até à cadeia visitar os teus amigos uns meses e ficas prontinho para a tua saga novamente!!! Não Desesperes, é porquinho tempo! Vai lá meu lindo e não esqueças, guarda a tua pilinha por uns tempos, dpois já voltas a usa-la….”

    É esta Justiça que temos em Portugal!
    É esta Justiça que os Juízes dão às crianças!
    E como se não bastasse tdo mal que a criança está a sofrer, o juiz ainda se lembra de retirar a criança à mãe e pô -la em sítios onde estarão outros violadores à sua espera!!!!!

    Infelizmente sei do que falo!
    Infelizmente em 100 juízes, só uns 5 é que deviam ser juízes!

    Em vez deste juiz, ordenar que uma Psicóloga ou Psiquiatra falasse cm a criança, que fosse vista por médicos de saúde, etc
    Isso ele não faz!
    Ele acha melhor retirar a criança à mãe, com quem vive desde nasceu, para que fique traumatizada…
    Espero sinceramente que isso mais tarde não vá fazer com que esta criança seja infeliz ou siga caminhos menos bons…
    Porque o juiz não imagina (só pode) o mal que pode fazer a uma criança, estar em casa, onde pensa estar segura e entrar meia dúzia de homens com má cara e ameaçadores e obriga-la a ir com eles!!!!!

    Não vou falar mais, porque estou tão revoltada e não dá jeito escrever no Tlm (Sr Velho do Restelo tambm tenho Um!!!!).

    Espero que quem possa, entenda de “leis”…. se dedique a este caso (e a todos injustos, tomara eu poder fazer algo! ) e não páre até que esta criança vá para junto da sua mãe!

    • D. Manuela Cabral,
      Escreve muito, mas diz pouco que se aproveite.
      Li o artigo, mas não sigo links nem vejo filminhos!
      Mantenho o que disse, o artigo aqui presente não refere o atestado!
      Se o juíz ainda assim decidiu como decidiu, quem sou a Srª ou os outros comentadores para criticar a decisão se não assistiram ao que se passou na audiência?
      Qual a v/ competência e conhecimento do caso para criticar a actuação da GNR que cumpre ordens, com as quais até podem discordar, mas cumprem, é esse o seu trabalho e não querem viver do RSI!
      Fala de nazis, sim de facto eram/são socialistas, melhor dizendo Nacional Socialistas, não fazem o meu género!
      Fala da minha reforma, estou disponível para lhe apresentar as contas do meu desconto para a SS, o que recebi por 3 meses de baixa, e outros subsidios, o que me roubaram por atraso na atribuição e na taxa de sustentabilidade graças ao desperdício e à megalomania do sócretino e seus xuxas, e depois das contas feitas se recebi a mais devolvo à SS, se recebi a menos a Srª restitui-me o que eu ainda tiver para receber e eu cancelo a minha pensão com um compromisso escrito de nunca mais receber da SS qualquer ajuda! Aceita ?
      Está mesmo muito preocupada com a criança ? O próprio artigo diz que foi entregue aos avós paternos! Qual o problema ?
      O pai só serve para dar o espermatezóide e pagar pensões de alimentação ?
      Seria interessante saber, se agora que a criança está com os avós, ela vai ou não à escola e se sofre muito com isso!
      Por isso D. Manuela Cabral, vá remendar peúgas e deixe o TM para aquilo que é bom, tramelar fofocas!

  • Concordo consigo, Sr^Manuela Cabral. É mesmo isso. O tal «velho do Restelo, que mais não é que um Socialista de algibeira furada, deveria dizer o que disse a uma família cigana ou Muçulmana SE TIVESSEM COLHÕES PARA LHES FAZER ISTO!
    Ainda não perceberam que o que conta é acabar com os VALORES? A família está ameaçada de Morte! Os Estados Socialistas e Comunistas, deram cursos superiores que começaram em 2 anos em Institutos Particulares a pagar, para formar Assistentes Sociais. Acontece que SÓ uma décima parte, tem coração! Elas Aprenderam a destruir a FAMÍLIA! Também os maçónicos aventaleiros ao real dispor da Nova Ordem Mundial, começou a aceitar que miúdos saídos do curso superior de Direito, fizesse a Magistratura sem Experiência, burguesitos de Gema que não sabem o que são dificuldades em arranjar Trabalho, pagar renda de casa, criar filhos com condições mínimas, querer ter os mesmos Direitos que os seus semelhantes, etc…
    É por essa falta de Valores imposta pela Nova Ordem Mundial. que criam vacinas ineficazes em vez de medicamentos como em Israel, porque isso não enche os bolsos ao Bill Gates e seus correlegionários da NOM. Os povos do Mundo inteiro precisam de dizer« NÃO»! EXPERIMENTEM TIRAR OS FILHOS AOS CIGANOS E AOS MUÇULMANOS, SEUS BORRA-BOTAS DA PIOR ESPÉCIE, DITADORES, FASCISTAS DE ESQUERDA!

    • Paula Macedo, dá para ver que gosta de legumes volumosos! Em tempos podia ser-lhe de utilidade, mas pelo que mostra duvido que me interessasse! Mulher grossa é boa para a beira da estrada!
      Não gosto de xuxas nem ciganos, porque lidei com ambos na minha juventude e não gostei!
      Falo de cigano de província, nómada, não esse vendilhão urbano, meio civilizado que até faz pela vida a vender material contrafeito, e vive numa casa da câmara municipal!
      O cigano rural dos anos 60/70 roubava tudo o que comia. Os cestos que vendiam nas feiras eram feitos com vimes roubados e que faziam falta aos agricultores (minifúndio do norte). Mas disso eventualmente a grossa desconhece e se lhe contar que assisti a lutas de navalha entre ciganos em rituais de casamento, vai chamar-me de mentiroso e eu mando-a para a pqp!
      Em tempo de peste suína, os animais mortos eram enterrados a pelo menos 2m de profundidade. Se eles topavam, iam lá e levavam-nos para comer! Mas trabalhar na agricultura, não que faz calos!
      Sim enfrentei ciganos quando me entravam na propriedade para roubar fruta, eles andam com uma fusca .22 no bolso eu ia com uma calibre 12! Nunca foi necessário disparar porque eles sabiam que a fruta não valia o estrago!
      Como estamos a falar em crianças e ir ou não ir à escola, recordo-me de há menos de 10 anos na zona do baixo Mondego ter sido notícia uma família cigana que não deixava os filhos irem à escola! Foi necessário pagar ao pai para ele a deixar ir!
      Estamos a alimentar parasitas, quando a n/ sociedade já está debilitada de morte!
      Olha afinal a grossa diz-se de direita, a parva chama-me de nazi, o melhor é elas irem beber outro copito!

  • Mais um caso de uma jovem mal entregue aos cuidados de uma mãe desiquilibrada, que usa a miúda como arma de arremesso contra tudo e todos (avós paternos, pai da criança, sociedade, escola, regras democráticas, forças de segurança, comunidade científica, etc). Um muito mau exemplo de uma adulta muito mal preparada

    • Vocẽ António é que é uma pessoa má formada e ignorante. Vive de estigmas e deve acreditar que o sistema em que vive é perfeito …? Não vê que é apenas um número e estatísticas num mundo que pretendem que todos sejam rebanho controlado e silenciado. Eu adoro a liberdade , adoro fazer escolhas e decisões sem ter de me atirar ao poço quando todos o fizerem….

  • Se o Presidente da Republica tivesse feito ao juiz e às agentes da segurança social de Condeixa quando retiraram um menino de uma família que o queria adotar para entregarem aos pais que passado 8 ou 10 dias o mataram, o mesmo que o Rei de Espanha fez ao juiz que também entregou uma menina aos pais que acabaram de a matar, dando a como desaparecida, mas assim que apareceu e se revelou a história o sr. juiz que a entregou aos pais foi imediatamente preso por ordem do Rei e não houve meias medidas, cá não se ouviu falar em nada mais, termos presidente da Republica só para tirar selfes e visitar bandidos era melhor não termos nada.

  • Isto só prova o quanto juizes, Gnr e Agrupamentos de Escolas sãp totalmente absoletos e profundamente bárbaros para tirarem uma filha de uma mãe que apenas a queria proteger e foi tratada como uma criminosa. Criminosas foram todos os que acederam e motivaram esta situação e desejo que todos aqueles que agiram de má fé e provando o desiquilíbrio mental e social em que vivem e espero sejam eles vítimas do sistema doentio e de ditadura que querem impor.
    O meu total apoio e respeito por esta mãe e criança Foram vítimas de uma sociedade hipócrita que ataca os justos e defendem os criminosos.

    • E a Srª do alto da sua superior inteligência, quiçá imbuída duma inspiração do divino, vem para aqui largar a sua verborreia asnática e nós plebeus inferiores temos que curvar a cerviz e calar!
      Ou será que sabe mais do caso do que nos disse ?
      Eu confesso que qdo escrevi o 1º comentário me cingi estrita/ ao que o artigo aqui referia (insisto o artigo, não os links, filiminhos …)!
      Por isso teci considerações de âmbito geral devido ao conhecimento que detenho (que poderá eventual/ ser superior à média nacional) do que se passa nos meandros da justiça!
      Em rigor não falei deste caso, falei do caso típico que inunda tribunais de família! Estou errado? Provem!
      Dado o interesse que o caso despertou, e o risco de o confundirem com o caso “Mesquita Guimarães”, procurei esclarecer-me melhor, e encontrei na TVI um relato bastante esclarecedor. É fiável ? Talvez mais do que estas peixeiras assanhadas que andam por aqui a insultar tudo e todos, mas se não for, p.f. esclareçam-nos com factos e deixem lá essa coisa da indignação masturb4tória para outros locais.
      Entretanto deixem essa treta dos TM e usem um teclado!
      Até na indignação se nota a falta de qualidade desta gente!
      Mas sentem-se no direito de criticar!
      Todos apreciamos muito a n/ liberdade, mas só vejo duas hipóteses disso resultar:
      – Ou temos regras justas aceites por todos, e cada um faz o seu papel com competência, aceitando os limites.
      – Ou o melhor é comprar uma ilha e ir viver lá sozinho!
      A mim já só falta o dinheiro! Ando em conversações com o Joe, mas o sacan1nha ainda não me disse como é que se junta aquela massa toda!

deixe um comentário