Duas formas diferentes de salvar o planeta

image_pdfimage_print

Todos já ouvimos esta “frase batida” de que é preciso salvar o planeta, é nosso dever salvar o planeta. Se não salvarmos o planeta, se não agirmos já, se não abandonarmos os combustíveis fósseis e abraçarmos as energias renováveis e usarmos carros a baterias, se não desistirmos da pecuária e da agricultura, não reduzirmos a população mundial, em suma, se não regressarmos à pré-história, o planeta vai sucumbir e não há planeta B.

Uma propaganda massiva nos meios de comunicação e o ensino da cartilha climática nas escolas dirigido a crianças crédulas, criaram, no mundo ocidental, jovens ativistas climáticos que exigem ação imediata dos governos para “salvar o planeta” e protestam da forma ilustrada no primeiro vídeo que se mostra abaixo. No segundo vídeo, mais abaixo, vemos o que as exigências dos jovens ativistas climáticos ocidentais significam para as crianças do Congo que mineram cobalto para as baterias de lítio que é preciso usar nos transportes verdes (e não só) para salvar o planeta. Cada um salva o planeta à sua maneira!

Vídeo N.º 1
Vídeo N.º 2

Partilhar

Written by

Sub-diretor do Inconveniente

Latest comment

  • Canal de história.
    Segredos do gelo.
    Hoje +/- 17:10H
    A sudeste da Gronelândia, cientistas descobriram aviões da segunda guerra mundial. Os aviões tinham aterrado por falta de combustível. Só que estavam a 90 (noventa) metros de profundidade.
    O que significa? Significa que desde essa altura até terem sido descobertos 70 anos depois o gelo aumentou 90 metros em espessura.
    O engraçado é que para não dizerem que o gelo aumentou em espessura, dizem que foram engolidos pelo gelo.
    .
    Todos estes/estas “activistas” sempre podem dar uma ajuda na transição (lol) para o verde. Irem trabalhar para as minas de cobalto no Congo, por exemplo, para ajudar na extração, aumentado a oferta e acelerando na transição…

deixe um comentário