Da China com amor

*imagem editada

Os destroços do maior foguete chinês, lançado em 29-4-2021, devem regressar à atmosfera entre 8 e 9 de maio de 2021, disse um centro de pesquisa e desenvolvimento espacial, financiado pelo governo federal americano, segundo notícia da Reuters de 8-5-2021.

O Ministério das Relações Exteriores da China declarou no dia 7-5-2021 que a maioria dos destroços do foguete se desintegrará na reentrada na atmosfera, sendo altamente improvável que cause qualquer dano. Esta declaração veio depois de militares estadunidenses terem dito que se trata de uma reentrada “descontrolada” que está a ser acompanhada pelo Comando Espacial dos EUA.

Num tweet efetuado na noite de sexta-feira nos Estados Unidos, a Aerospace Corporation disse que a última previsão para a reentrada do corpo do foguete Long March 5B pelo Centro de Reentrada Orbital e Estudos de Detritos seria de mais ou menos 8 horas em torno das 4:19 GMT de domingo.

A última “previsão informada” do referido Centro sobre o local da reentrada do corpo com 18 toneladas do foguete era próximo da Ilha Norte da Nova Zelândia, mas admite que possa dar-se em qualquer outro local do globo situado em áreas muito vastas.

A queda de destroços de foguetes não é incomum na China. No final de abril, as autoridades da cidade de Shiyan, província de Hubei, emitiram um aviso a pessoas do condado vizinho para se prepararem para a evacuação, já que se esperava que algumas peças caíssem naquela área.

Partilhar

Sem comentários

deixe um comentário