Big Brother

Google, Apple e Amazon Web Services suspenderam a rede social Parler, em 10-1-2021. A adesão a esta plataforma de comunicação tinha acelerado devido ao aperto da censura no Twitter e Facebook contra as mensagens conservadoras em contraste com a tolerância concedida à esquerda liberal.

Nos telemóveis, tablets e computadores que usam o sistema Android e IOS (Apple) o aplicativo Parler deixou de funcionar e o seu alojamento da servidor da Amazon ficou bloqueado.

Estas empresas justificaram a suspensão da Parler pela alegada publicação por utilizadores de mensagens perigosas e violentas, na sequência da invasão do Capitólio (parlamento norte-americano) por apoiantes do Donald Trump, em 6-1-2021. A tomada do edifício do Senado e da Câmara dos Representantes por uma multidão, que sobrepujou a polícia, ocorreu após o discurso do presidente no comício incentivando os manifestantes a marchar até ao Capitólio contra a certificação de votos do colégio eleitoral que aí era confirmada.

A Parler reclamou que elimina conteúdo sinalizado como criminal e que respeita as regras da Federal Communications Commission (FCC) e as decisões do Supremo Tribunal dos EUA, promovendo a liberdade de expressão.

Passadas três semanas, a Parler ainda continua offline.

Partilhar

Sem comentários

deixe um comentário