Era evidente: se carregassem sobre as pessoas, estariam a dar razão ao juiz, que posaria de defensor dos direitos individuais. Assim, fizeram com que perdesse aparentemente a razão, tendo sido facilmente descredibilizado como sobranceiro e louco.

O artigo de opinião “Uma vacina longe demais” de Pedro Girão, médico anestesiologista da rede Hospital da Luz, publicada no jornal Público, em 18-8-2021, foi retirada horas depois pela direção editorial do jornal. O visado já se defendeu no seu perfil do Facebook.