Em termos puramente militares e pressupondo que as forças ucranianas estão em condições materiais e psicológicas de prosseguir, o que devem fazer é de meridiana clareza: manter o ímpeto e a iniciativa e atacar as posições russas, para destruir as forças russas e reconquistar território.

O povo bem aconselha que não vá o sapateiro além da chinela, mas como resiste “X” a um microfone que lhe permite aparecer na televisão, em pose catedrática e babada, a debitar soundbites que ele acredita inéditos e inteligentes, sobre as massas ignaras?

A maioria dos países democráticos, incluindo Portugal, tem aderido automaticamente a todas as convenções e “avanços”, e há muito que deixaram de fabricar, comprar, instruir e operar certos tipos de armas e munições. O que equivale a dizer que se desarmaram unilateralmente, depositando as suas