Abaixo o capitalismo!…

Abaixo a Humanidade mas abaixo ainda mais os capitalistas desumanos porque não se importam de destruir tudo e todos para poderem obter lucros obscenos que resultam da exploração da classe operária!… Porém, a exploração do planeta é ainda mais grave do que a exploração da classe operária porque os recursos do planeta são limitados e o planeta não pode ser explorado ad infinitum como a classe operária que se reproduz muito depressa.

Em tempos que já lá vão, um senhor chamado Lavoisier disse que na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. Mas ele disse “na natureza”, não disse no planeta. No planeta as coisas são diferentes, no planeta tudo se perde e nada se transforma, muito menos se cria. Aliás, só se cria o caos…

E o caos é criado pelos capitalistas… São eles que vão para a rua manifestar-se contra esses malvados que só sabem poluir, que compram os produtos oriundos de fábricas de mão-de-obra barata, os Nikes, os Adidas, Lacostes, etc. e os inúmeros produtos que invadem os países onde as pessoas ganhavam bem e podiam comprá-los, mas compram cada vez menos porque estão a deixar de ganhar bem, porque perdem os empregos a favor dos que ganham mal, e já nem produtos baratos vão poder comprar. E isso provoca uma crise, a crise global que ninguém consegue explicar e da qual só conseguimos escapar fechando as fronteiras. Cruzes canhoto! Fechar fronteiras?… Mas isso é xenofobia, isso é discriminação, temos de fazer parte da Aldeia Global. Ser progressista é abrir as fronteiras e deixar entrar os produtos e as pessoas dos países de mão-de-obra barata, ao mesmo tempo que se luta contra o Aquecimento Global.

Mas o objetivo mais importante é a defesa do planeta, o planeta é que não pode morrer, o planeta está moribundo por causa do homem, o homem está a destruir o planeta em nome do lucro, do lucro dos capitalistas que os consumistas não cessam de aumentar ao preferirem os produtos de trabalho escravo.

Se as pessoas não são capazes de se organizar de modo a consumir criteriosamente, porque deve o capitalista deixar de nos proporcionar as coisas de que precisamos ou gostamos, ao preço que podemos pagar? E depois, ainda somos capazes de nos manifestar a favor dos países pobres a quem se deve dar dinheiro para fazerem face às consequências do Aquecimento Global que os porcos dos capitalistas provocam com as suas fábricas que eles deslocam para os países pobres para dar trabalho aos mais pobres e tirar aos mais ricos que já não poderão comprar aquilo que os pobres fabricam e… é pá, parece que estou a entrar num círculo vicioso.

Henrique Sousa

Partilhar

Sem comentários

deixe um comentário