O eleitorado português está em mudança, acompanhando tendências globais: menos marxista, menos religioso e menos influenciado nas suas escolhas pela religião, mais diverso nos costumes (a maioria mais liberal, mas uma minoria conservadora em reorganização), mais liberal na economia, avesso a impostos, mais contrário à